Salmo 22

O salmo 22 é uma oração de confiança no Senhor, apesar de todas as provações e desafios, no final a vontade de Deus prevalece.

Salmo 22 – Confiança

Salmo de Davi para o regente, como em “cerva da manhã”:

1 Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Longe [estás] de meu livramento [e] das palavras de meu gemido.

2 Deus meu, eu clamo de dia, e tu não me respondes; também [clamo] de noite, e não tenho sossego.

3 Porém tu és Santo, que habitas [nos] louvores de Israel.

4 Nossos pais confiaram em ti; eles confiaram, e tu os livraste.

5 Eles clamaram a ti, e escaparam [do perigo] ; eles confiaram em ti, e não foram envergonhados.

6 Mas eu sou um verme, e não um homem; [sou] humilhado pelos homens, e desprezado pelo povo.

7 Todos os que me veem zombam de mim; abrem os lábios [e] sacodem a cabeça, [dizendo] :

8 Ele confiou no “SENHOR”; [agora] que ele o salve e o liberte; pois se agrada nele.

9 Tu és o que me tiraste do ventre; [e] o que me deu segurança, [estando eu] junto aos seios de minha mãe.

10 Eu fui lançado sobre ti desde [que saí d] o útero; desde o ventre de minha mãe tu [és] meu Deus.

11 Não fiques longe de mim, porque a minha angústia está perto; pois não há quem [me] ajude.

12 Muitos touros me cercaram; fortes de Basã me rodearam.

13 Abriram contra mim suas bocas, [como] leão que despedaça e ruge.

14 Eu me derramei como água, e todos os meus ossos se soltaram uns dos outros; meu coração é como cera, [e] se derreteu por entre meus órgãos.

15 Minha força se secou como um caco de barro, e minha língua está grudada no céu da boca; e tu me pões no pó da morte;

16 Porque cães ficaram ao meu redor; uma multidão de malfeitores me cercou; perfuraram minhas mãos e meus pés.

17 Eu poderia contar todos os meus ossos; eles estão [me] olhando, e prestando atenção em mim.

18 Eles repartem entre si minhas roupas; e sobre minha vestimenta eles lançam sortes.

19 Porém tu, SENHOR, não fiques longe; força minha, apressa-te para me socorrer.

20 Livra minha alma da espada; [e] minha vida da violência do cão.

21 Salva-me da boca do leão; e responde-me dos chifres dos touros selvagens.

22 Então] eu contarei teu nome a meus irmãos; no meio da congregação eu te louvarei.

23 Vós que temeis ao SENHOR, louvai a ele! E vós, de toda a semente de Jacó, glorificai a ele! Prestai culto a ele, vós de toda a semente de Israel.

24 Porque ele não desprezou nem abominou a aflição do aflito, nem escondeu seu rosto dele; mas sim, quando [o aflito] clamou, ele [o] ouviu.

25 Meu louvor será para ti na grande congregação; eu pagarei meus juramentos perante os que o temem.

26 Os humilhados comerão, e ficarão fartos; louvarão ao SENHOR aqueles que o buscam; vosso coração viverá para sempre.

27 Todos os extremos da terra se lembrarão [disso] , e se converterão ao SENHOR; e todas as gerações das nações adorarão diante de ti.

28 Porque o reino [pertence] ao SENHOR; e ele governa sobre as nações.

29 Todos os ricos da terra comerão e adorarão, [e] perante o rosto dele se prostrarão todos os que descem ao pó, e [que] não podem manter viva sua alma.

30 A descendência o servirá; ela será contada ao Senhor, para a geração [seguinte] .

31 Chegarão, e anunciarão a justiça dele ao povo que nascer, porque ele [assim] fez.

Veja também: Relação dos Salmos Bíblicos

Fonte e autores: Bíblia Livre (BLIVRE) – Licença Creative Commons.

Compartilhe esta mensagem com os seus amigos!

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest